Cabelo, cresça!

15 de junho de 2011
Se eu pudesse ter super poderes eu escolheria dois: o primeiro seria voar. Tento isso desde criança pulando de cima do guarda-roupa e caindo na cama com um guarda-chuva ou então tentando reunir meu Ki suficiente (como Dragon Ball, sabe?) pra poder sair por aí voando tri feliz (que fique claro que eu não pulo mais de cima do guarda roupa, tá?). O outro super poder que eu gostaria muito é o de fazer meu cabelo crescer quando eu quisesse. Magina só, não seria mágico isso? Talvez até mais que voar. Eu cortaria o cabelo como eu quisesse, sem culpa e nem medo de arrependimento e depois quando cansasse do que estivesse sobre meu cérebro seria só deixar crescer novamente de algum tamanho bom para poder cortar de novo, e de novo, e de novo. Sem falar que daria pra pintar das maneiras mais aloca possível e depois apareceria o cabelo lindo again.

Bem que poderia ser verdade. Mas do jeito que tá crescendo meu cabelo é bem provável eu já ter aprendido a voar e as crinas em questão não vão nem ter passado da altura dos ombros. Triste vida, meus caros. E o mais triste ainda é que agora nem posso por a culpa em ninguém, porque fui eu mesma que cortei o cabelo, sem dó nem piedade enquanto tava na praia. Não que eu esteja achando meu cabelo horrível e insuportável ou qualquer coisa assim. Mas é que fica difícil ter cabelo curto no frio. E além do mais ele não fica arrumado do nada como quando eu tinha o cabelo comprido (entenda por quase na cintura), que era só deixar secar sozinho que já tava lindo. Agora tenho que fazer um milhão de coisas pra fazer meu cabelinho parecer decente. Oh vida.

Bom, enquanto eu não consigo meus super poderes fico aqui lamentando a falta deles.

0 comentários :

Postar um comentário

 

Follow by Email

Theme e conteúdo por Marina R. - © Marina's Journal 2011 ~ 2017