O céu sob meus pés

19 de junho de 2011
Hoje foi um daqueles agradáveis domingos que aparecem na sessão da tarde, com filmes de cachorro. Eu deveria ter saído para fazer trabalho da faculdade mas, devido uns imprevistos, acabamos deixando pra fazer o que devíamos ter feito hoje para outro dia.  Acho que a preguiça deve ter alguma culpa nessa história, mas não citemos ela.

Incrivelmente acordei cedo, mesmo sendo um domingo, mesmo não tendo o que fazer (depois de saber que não faria mais o trabalho, é claro). Arrumei meu quarto, o que também é espantoso, e de tarde saí com minha irmã. Tínhamos a ideia de fazer algum vídeo, sei lá o porquê. Só sei que nos arrumamos (entenda "arrumar" como tirar o pijama e colocar uma roupa socialmente aceitável para sair de casa) e fomos direto na pracinha que tem em frente a nossa casa. Passamos muito tempo se balançando, naquela coisa de tentar andar no mesmo ritmo. Acho que quase caímos do balanço várias vezes por causa das mini comemorações que fizemos toda vez que a gente se alinhava. Isso é meio idiota. Eu me torno totalmente idiota quando estou com minha irmã, mas é assim que eu sou quando estou sendo apenas eu, e é difícil eu dividir esse meu lado com alguém.

Essa coisa de ficar se balançando me lembra quando eu era pequena, quando eu nem sabia me embalar. Minha mãe ficava falando "abre e fecha" e eu repetia esticando e encolhendo as pernas. Também lembra, e isso eu não tão pequena assim, que eu ficava tentando encostar meus pés nos galhos de uma árvore mais baixos (agora essa árvore é apenas um tronco raso). Claro que eu não alcançava, ficava bem acima. Mas eu jurava que eu iria conseguir, aí eu inclinava meu corpo bem para trás, quase de ponta cabeça na esperança de conseguir fazer isso. Não tinha motivos nenhum, era apenas divertido. Talvez não mais que pular de certa altura do balanço e sair correndo, sem cair ou rolar pela grama na queda.

Pra fechar meu dia com chave de ouro, tomei um banho de chuva quando voltava para casa. Estragou todo o meu cabelo, mas ah, quem se importa. Também acabamos nem gravando nada, acho que esquecemos que a câmera estava junto. Mas foi bom, foi um domingo bom.

0 comentários :

Postar um comentário

 

Follow by Email

Theme e conteúdo por Marina R. - © Marina's Journal 2011 ~ 2017