É por você, felino, o meu amor

26 de agosto de 2011

Declaro aqui meu amor incondicional por gatos. Sim, por gatos. Confesso que sou loucamente apaixonada por essas coisinhas peludas e que dominam nossa mente sem que vejamos, essas coisinhas lindas que mandam na gente, essas coisinhas que nos arranham loucamente mas são tão fofinhos fazendo isso que deixamos nossas mãos à  mercê de seus dentes/unhas mesmo assim. Ah, mas que fofurinhas. E quando vemos, já estamos totalmente dominados. Bom, pelo menos posso dizer isso de mim.

Eu sempre gostei de bichinhos, insetos (os que tem veneno e picam não), bom, animais em geral. Mas felinos sempre foram o meu forte. Já que não posso ter um leão dentro de casa, posso então babar por gatos, que estão mais no meu alcance, sabe. A maioria das pessoas costuma afirmar que o cachorro, e somente ele, é capaz de ser o "melhor amigo do homem", que não há mais animais que possam assumir esse papel. Nisso os gatos (e outros tantos bichinhos) ficam um tanto escondidos nessa história de ser companheiro de seus donos. Mas credo, não pode ser assim, onde estão os direitos iguais, cadê?

Enfim, estou precisando de um gatinho para amar e cuidar. Tratar comigo mesma.
  1. Aqui jaz um leitor. Grato por seguir-me! Sigo-te desde já. Abraço!

    ResponderExcluir

 

Follow by Email

Theme e conteúdo por Marina R. - © Marina's Journal 2011 ~ 2017