Da saudade do que se quebrou (e não tem como arrumar)

19 de junho de 2012
Isso é tudo que se enxerga agora. Triste, triste.
Só quando se perde alguma coisa é que se dá o devido valor. É, meus amigos, essa é uma verdade. Verdade que já deve ter sido escrita em algum lugar pelo Caio F Abreu, Clarice Lispector, ou algum escritor fracassado de Tumblr e que depois resolveu postar a mesma frase no Facebook.

Alguns dias atrás (talvez seja semanas, minha memória é péssima às vezes) meu pai quebrou minha câmera. Digital, mas uma câmera. Ruim, mas ainda uma câmera, e que tirava fotos, pra tu ver só. Ela, a dona câmera, já estava um tanto detonadinha, já havia caído um zilhão de vezes (ou mais) no chão, caindo de todas as maneiras possíveis. Já caiu de cima da mesa, de cima da estante, das minhas mãos (a maioria das vezes), de cima da escrivaninha do computador. Já caiu até na lama. Já tomou até banho de chuva. Mas ela, a danada, continuava intacta em seu interior, não se importando (tanto assim)  com as cicatrizes deixadas pelas quedas.

Porém, dessa vez, acredito que a queda tenha sido fatal. Já expliquei brevemente o que não tem muito o que explicar nesse post. A dona câmera, que em vida não teve a oportunidade de conhecer o mundo e poder registrá-lo através de seu olhar, caiu das mãos do meu pai enquanto descia do carro, e se desvencilhou de tal maneira que foi inevitável o chão. Pobre câmera. Bateu a cabeça, rachou, e desde então não enxerga mais nada além de vultos. Contatamos um médico especialista no assunto, mas sairia quase tão caro quanto substitui-la. O caso ainda está em estudo.

Fazia um bom tempinho que não pegava a câmera e saía fotografando. Ok, nunca fiz isso de verdade verdadeira, a única época que realmente saía toda feliz com a minha pobrinha câmera em mãos e via formas em potencial para serem fotografadas foi quando fiz a cadeira de Fotojornalismo. Porque, gostando ou não, eu teria que fotografar. Depois deixei de lado por perceber que o conjunto câmera mais ou menos com "fotógrafa" mais ou menos (mais pra menos) - leia euzinha - não dava muito certo.

Mas nesse meio tempo to sentindo vontade de pegar a câmera e sair fotografando mundo (bairro, jardim, parada de ônibus, faculdade) afora. E não tenho câmera. O que você faria? Eu tenho toda uma vida felina para registrar. Ter quatro gatos requer muitas fotos, de cada carinha fofa que eles fazem, de cada pose de dormir diferente que eles se propõem a fazer todos os dias. Como eu faço? E, talvez um caso que seja mais grave ainda: suponhamos que eu raspe metade do meu cabelo agora, e pinte a outra metade com um degradê de verde fungo com verde gosma. Como eu iria mostrar para meus amigos do Facebook e do Twitter que eu realmente fiz isso? Como eu iria atualizar as minhas fotos de perfil? Será que eles acreditariam se eu somente dissesse isso sem ilustrar? Não, o povo quer imagens. E imagens eu não tenho. Pense nisso antes de dormir.
  1. Nossa, fiquei muito comovido com a historia da perda de sua querida câmera, partilho também da parte que comenta da vida felina, tenho um gato que apesar de fazer muitas poses não gosta de ser fotografado. Bom escreves muito bem, gostei muito do texto e me diverti muito lendo, parabéns.

    ResponderExcluir
  2. que lindooo *-*
    http://mini-fofoquinhas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Primeiro: Que MARA q ficou seu Layout!!^^ Vc que fez!? Faz tempo que tá assim? =/ Poxa, demorei pra ver! rs
    Enfim, a vc viu né! Vou processar a Derma Nail!kkkkk Mas não vou desistir de encontrar um fortalecedor que faça minhas unhas pararem de lascar! =)

    E vc acredita que eu li esse texto na telinha do meu celular!? kkkkkk
    Juro q não me pareceu um texto grande! Haha Acho que é pq a forma q vc escreve, não me dá tédio! Sério!^^

    Agora falando sobre a câmera. Que drogaaaa! Que dó! Não sei o que eu faria se acontecesse isso com a minhaviu!Na vdd eu ia ficar triste, mas depois pediria a Canon T3i que eu quero tanto haha
    Enfim, putz! Agora ferrou né! A coisa ficou séria!
    Vou pensar nisso antes de dormir, ok! =D E ah, não fique com inveja das minhas unhas! rsrs Aposto que as suas são super fofas!
    Bjs!!

    ResponderExcluir
  4. hahaha, trágica a historia da sua câmera, mais fique feliz pois pelo menos a perda dela lhe rendeu um ótimo texto!

    Beijos, Bruns
    onetrackformysorrow.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. , muito triste e trágica a sua historia sobre a câmera, mas é assim mesmo que acontece, só se dá valor, quando se perde!!.. Amei seu blog, sou fã!


    Pássaros e animais feitos de papel.
    Acesso Permitido.
    Tempo certo para todas as coisas.
    Projeto Discipulando.

    ResponderExcluir
  6. Sei o que você está sentindo. Já quebrei uma câmera que eu amava muito e que tirava fotos muito bem, ai tive que comprar outra :(
    Beijos

    blogmodaonline.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Bem assim flor, xoney :D



    BEIJUXX
    http://ianapaulinhaaaa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Acabei de conhecer o seu blog, e já fiquei encantada logo de cara! Parabéns!! Sinto muito pela câmera... Eu também me sinto perdida quando quero tirar foto e a câmera está sem bateria... Eu optaria em comprar uma nova, apesar de ser bem difícil (preço...)... Beijão!!

    http://enxergandoalemdasaparencias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Qual é a fone da palavra TEXTO no seu cabeçalho?


    O Livro Certo.
    Acesso Permitido.
    Comprometimento com Deus.
    Projeto Discipulando.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A fonte é minha letra, haha. Eu desenhei/escrevi com caneta no papel, depois escaneei (:

      Excluir
  10. Que trágico sua história, que dó :(
    Já quebrei duas câmeras, já to na terceira. Quebrei ela esses dias teve concerto mas não é a mesma coisa de antes! :(
    Beeijos, bia.

    http://woman-decides.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. que péssimo ):


    https://www.facebook.com/AbsoluteDream
    http://mini-fofoquinhas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Marina a história de
    fato é trágica mas,
    eu não resisti e tô
    morrendo de rir aqui
    com o seu jeito de
    escrever, amei!

    A minha câmera é bem
    parecida com a sua
    só que é vermelha...

    Por enquanto a câmera
    do cel não dá uma
    ajudinha ??

    BeijoO
    www.modiceseafins.com

    ResponderExcluir
  13. a minha primeira camera foi a de um celular, super iper podre! dai o meu celular quebrou e fiquei sem camera, parece que ai me deu vontade de tirar varias fotos, parece que surgia do qe tirar sabe? ai eu ganhei uma câmera mow podre, tirei fotos as primeiras semanas e enjoei, dai ela quebrou e a vontade de tirar fotos aumento haah isso as vezes é psicológico, creio eu haha
    véi o texto não parece que vc ta falando de uma camera quebrada haha adorei :)

    http://www.rascunhosdasuuka.com

    ResponderExcluir
  14. primeiramente: QUE BLOG LINDO! adorei aqui moça. Você escreve bem, de forma divertida, adorei também :)) e eu também já sofri desse mal de ficar sem câmera, durou por tipo um ano. É triste, mas a câmera do celular me ajudou hahaha Beijoos

    ResponderExcluir
  15. Bela história!
    http://vitrola3000.blogspot.com.br/2012/06/icones-da-blogosfera-fantasiando-o_23.html

    ResponderExcluir
  16. Incrível , lembrei quando quebrei um notebook, a queda da mesa foi fatal.

    http://iasmincruz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Pior que é mesmo, quando perde e quando é do nosso suor é que a gente dar mais valor.. Quando quebro alguma coisa fico morrendo, mais quando esta com mto uso eu quero é que quebre logo.. hahaha

    www.ecleticus.com

    ResponderExcluir

 

Follow by Email

Theme e conteúdo por Marina R. - © Marina's Journal 2011 ~ 2017