Filmes que vi em: JULHO

1 de agosto de 2012
No início do mês passado eu fiz uma lista de filmes e livros que eu queria ver, né? Então, não vi nenhum (NENHUM MESMO) filme da lista e não consegui acabar também nenhum livro que eu havia dito. Ok, paciência. Mas, mesmo não tendo visto e terminado de ler nada do que eu havia previsto como passatempo pras férias (que, diga-se de passagem, foram curtas demais), descobri e vi filmes bons, na maioria.

Freaks (1932): não sei como começar explicando esse filme, se pela história ou pelo fator "diferente" que o envolve. Ok, começo pelo diferente. Pelo que li por aí sobre Freaks, e de acordo com o texto introdução do filme, antigamente as pessoas que nasciam com alguma anomalia, deformação ou qualquer coisa berrante aos olhos da sociedade eram colocadas à margem do povo. Ou seja, se formavam comunidades dessas pessoas de alguma forma aleijadas. A história desse filme se passa dentro de um circo (onde essas pessoas "estranhas" são a atração). Detalhe: praticamente todos os atores têm alguma anomalia, exceto a trapezista e o homem-fortão do pedaço. Esses dois são algo parecidos com namorados, só que meio que às escondidas. Mesmo estando juntos, a trapezista seduz e se casa com um anão de lá, por ele ter uma generosa herança.

Freaks (1932)
Poster mais lindão do filme <3

Wiily Wonka and the chocolate factory (1971): No mundo criado por Roald Dahl (autor dessa obra quase comestível), lá pelo ano de 1964, Willy Wonka era o mestre mor dos chocolates. Sabia fazer os doces mais estranhos e bizarros e deliciosos que qualquer um. Por isso, tinha uma concorrência digna de dar uns tapas na cara e mandar para longe, devido a grande inveja. Um dia, alguém se infiltra na fábrica e rouba uma receita. Wonka, com medo de uma possível ruína, fecha a fábrica e põe todo mundo pra rua. Depois de um certo tempo, a fumaça da chaminé volta a colorir o céu de cinza e sombras pequenas começam a se mexer lá dentro, mostrando que tudo voltou à tona. Mas ninguém nunca mais foi visto, nem empregados, nem o dono. Aí, para terminar com esse mistério todo, Willy Wonka decide premiar os cinco felizardos que encontrarem um cupom dourado numa barra de chocolate – que se encontram em qualquer lugar do mundo – como passaporte para conhecer A Fantástica Fábrica de Chocolate Wonka. Opinião sobre esse filme: achei uma porcaria disneyficada, e só. Pelo que percebi, a maioria das pessoas gostam desse filme, mas não me desceu na goela essa versão pras telas da história. Bom, expliquei melhor nesse post no blog Chocolate Literário.

Nossa, como ele é engraçado, parabéns.

Charlie and the chocolate factory (2005): é a mesma história de cima, só que melhor, rs. Na verdade, esse foi o filme mais fiel à história. Não tem aqueles músicas chatas à la Disney pra encher linguiça, não tem psicopata sem noção como protagonista (rimou). No filme recente da história, Willy Wonka, o chocolateiro mais awesome da face da terra, é realmente o chocolateiro mais awesome da face terra e faz jus a isso. Outra mudança do primeiro filme para o segundo (eu sei que to comparando demais, mas me deixa) é a mudança de foco. Se antes o papel principal era do Wonka, agora para a ser do Charlie Bucket (mudança bem clara só de ler o nome do filme, rs). 

Flipped (2010): é a história de uma menina que é apaixonada pelo seu vizinho da frente desde a infância. O menino, mesmo sabendo desse amor todo, sempre tentou se afastar, a julgando grudenta demais. Os dois crescem, o amor dela continua, porém sofre mudanças depois de perceber que o garoto talvez não fosse tudo aquilo que ela sempre achou ser. Resumindo, é um filme muito fofo pra comer com muito chocolate <3

Sucker Punch (2011): uma garota, depois da morte de sua mãe e da morte acidental da sua irmã mais nova, é internada pelo padrasto ganancioso num sanatório para destruírem sua mente (basicamente isso). Só que o serviço é fachada: as prescrições médicas são falsas (mas os procedimentos são mesmo assim feitos) e tudo aquilo serve como um serviço de diversão masculina (se é que você me entende). Para conseguir fugir desse lugar, ela vai usar a mente (literalmente) e enfrentar os monstros e tudo o mais para descobrir a saída. Isso que eu vou falar pode parecer idiota, mas foi o que eu pensei enquanto assistia: parece um musical. Quer dizer, ninguém canta e dança ao mesmo, mas é que mas a cada etapa do filme e da história tem uma música diferente que ganha tanto espaço como a imagem em si. Adorei <3

Ô tio, não pode palavrão nesse blog, que isso

Ghostwatcher (2002): é a história de uma garota que é perseguida por um cara, e esse cara persegue mais umas gurias lá que eu não sei quem são. Nem sei quem era o cara que estava perseguindo, mas tava perseguindo e tal. Um dos piores filmes que já vi. Se você tem respeito à vida e ama a sua mãe, não veja esse filme. É amadoramente idiota. Sério.

Detention (2012): Um serial killer chamado Cinderhella stalkea e mata uma das estudantes mais populares do colégio Grizzly Lake. Com o aumento dos ataques um grupo de estudantes se une para sobreviver o terrível assassino mascarado ao mesmo tempo em que estão presos na detenção (fonte). Esse filme é uma bagunça, mas uma bagunça de um jeito muito, mas muito legal. Mas não é um filme pra qualquer um. Tem que ter um bom conhecimento da cultura ~jovem~ dos anos 90 e 2000. Sério. São muitas as referências e, se piscar os olhos, já não entende mais. Ou seja, pode ser um filme que papai e mamãe odiaria, rs. Também é todo trabalhado nessa vibe de agora: hipsters, instagram, stalkers and bitches. Nota: terei que rever para conseguir entender melhor.
Momento ilegal do blog: achei esse rmvb legendado aqui. Tá meio ruim a qualidade, mas é o que tem pra hoje.

Bad Education (2004): o primeiro filme do Almodóvar que vi. É a história de dois garotos que conhecem o amor num colégio interno só para meninos e os abusos cometidos pelo padre diretor. O tempo passa mas essas histórias do passado continuam muito vivas, voltando dessa vez na forma de um filme que um dos protagonistas produz. 
  1. Nunca assisti nenhuma deles... Você gosta de filmes mais antigos? kkk virgulaassassina.blogspot.com
    baitolisseanonima.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Marina, só tenho duas palavras:
    Que Medo HaHaHaHa
    Exceto pelo filme:Charlie and the
    chocolate factory que eu amo! e
    Flipped que faz bem o estilo
    de filme que eu gosto!
    Eu leria a Sinopse de todos e
    não assistiria nenhum! HaHaHa

    Ps: Sei que tem títulos quem
    em Português ficam bem ruins
    mas seria interessante você
    colocá-los junto ao título
    original =)

    Super BeijoO!
    Uma ótima tarde :D

    www.modiceseafins.com

    ResponderExcluir
  3. Nossa, acredita que não conhecia nenhum desses filmes? Se você não os citasse com certeza eu nunca iria saber da existência. O que eu curti mais foi Flipped, gosto de filmes de amor. >.<

    ResponderExcluir
  4. nossa! que filmes irados.. eu vi o sucker punch, é muito legal. adorei.

    beijos!
    http://debysabetudo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Parece que você leu a minha mente sobre Willy Wonka and the chocolate factory achei um filme muito chato! Mais Charlie and the chocolate factory realmente me animou! Gostei muito!

    ResponderExcluir
  6. Adorei todas, não conhecia nem a metade, mais paresem muito legais, parabéns blog maravilhoso.

    http://justt-aa-girl.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Eu sempre quis ver o Willy Wonka antigo =/ Adorei o blog e os posts!
    Parabéns!!

    http://jansyk3s.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

 

Follow by Email

Theme e conteúdo por Marina R. - © Marina's Journal 2011 ~ 2017