Chuva lá fora e aqui dentro

2 de setembro de 2014

Barulho de chuva na janela, o poc poc do telhado para chão. Céu cinza – ok, cinza não. Cinza é genérico demais. Aquela mistura de um fundo azul bonito sobreposto várias vezes por camadas de nuvens que, de alguma forma estranha, faz com que represente exatamente o que sinto agora. Mas eu nem sei o que sinto. Acho que também é uma mistura. Misturinha de sentimento bonito com camadas de saudade, de saudade, de saudade.

Aí chove. Mas antes de chover, faz barulho demais. Tem alguém bravo lá em cima? Talvez sejam gatinhos fazendo bagunça na portaria de Seu Pedroca, lá do céu. Os meus que não são, porque estão dormindo e eu tô vendo. Mas aqui embaixo também faz barulho. Dia que já acorda cinza costuma vir acompanhado de pipoca. Poc. Um gatinho espreguiça e põe as patas em cima de outro, que nem nota. Poc, poc, poc, POC. Pipocas prontinhas. Só puxar as cobertas pra cima, ligar a TV em qualquer canal e fazer de conta que a qualquer momento a saudade vai dar uma trégua e me trazer um café.
  1. Ha eu amei como começou o texto falando do cinza <3
    Por que será que sempre lembramos dessa cor ne? Coitada...

    www.chadecalmila.com

    ResponderExcluir
  2. Que lindo! E nada melhor que a chuva pra gente sentir, lembrar e simplesmente apagar confortavelmente.

    ResponderExcluir

 

Follow by Email

Theme e conteúdo por Marina R. - © Marina's Journal 2011 ~ 2017