Novembro de livros e saudade

30 de novembro de 2014

Did she miss him?
She wanted to lose herself in him. To tie his arms around her like a tourniquet.
If she showed him how much she needed him, he'd run away.
Eleanor & Park, página 160

Terminar de ler Eleanor & Park no fim de outubro sucedeu na minha choradeira do início de novembro. Devia ser efeito da TPM, mas sei que ler sobre aquele casal fofinho e estranho e muito amorzinho fez com que a saudade que já sentia (e sempre sinto) multiplicasse de um jeito que minha cabeça de humanas não poderia contar.

E acho que o mundo estava mesmo conspirando para aumentar a conta da saudade. Nesse mês comecei a ver Gilmore Girls e, a medida que os capítulos avançavam, vi acontecer o casal super fofo e adolescente, Rory e Dean. Fiquei chorosa, mas também ri com os personagens foras da casinha. ♥

Nesse mês também surgiu uma nova impressora aqui em casa. Já tínhamos uma, mas só servia para scannear coisas, a função principal que é imprimir e copiar simplesmente não existia mais. Senti tanta saudade de poder imprimir o que quero quando eu quero. Impressão na faculdade é um troço horroroso: os computadores estão sempre cheios de vírus e altos dinheiros são gastos no recinto. Não compensa.

Não sei porque decidi fazer ENEM esse ano. Estou terminando a faculdade, não sei se vou fazer outra (se fizesse, o que faria?) e não estudei meia página para a prova. Sei que ENEM é só textão e perguntas aleatórias (saiu coisa até sobre blog!) que eu saberia responder de alguma forma, mas a parte de exatas da prova exige conhecimento específico, né. Mal lembro como faz uma conta de divisão no papel, como eu saberia todas aquelas parafernalhas de química e física e matemática? Sabia nem quando estava no colégio e tinha alguém me ensinando aquilo, imagine agora. Foi uma tortura me deparar com a burrice cara a cara.

Minha irmã pegou emprestado Sandman de um colega dela e então me emprestou. Eu não sabia exatamente do que se tratava, mas acho que sendo Neil Gaiman é sempre seguro pegar pra ler. É o primeiro livro, é HQ, é bonito e é pesado pra caramba. Não sou acostumada a ler quadrinhos, então minha cabeça sempre fica um pouco confusa com o tanto de informação que recebo a cada página. Digo, olha esse tanto de desenho e falas em cada canto, fico tontinha, mas gostei de ler. Amei que tem um capítulo só com gatinhos. ♥

Quando vou à Feira do Livro em Porto Alegre dificilmente é para comprar livros. Não foi diferente esse ano. A Mia, do blog Wink, me convidou para fazer um encontrinho, pique-nique, passeio pela feira junto com outros blogueiros da região. Foi pequeno mas foi limpinho e divertido, com direito a bolo e música aleatória de fundo. ♥

Esse foi um mês de descoberta musical. Nunca tinha ouvido de verdade Taylor Swift porque, num geral, o que eu conhecia por cima não me agradava (melosinha demais), mas baixei na curiosidade o 1989 e amei! Acredito que as batidinhas dançantes me fizeram gostar, coloco para tocar enquanto lavo a louça e danço com os pratos na mão, hehe. 

Fui na biblioteca e peguei vários livros teóricos que ainda nem abri e também peguei Ana Karênina, único dos tantos que comecei a ler. Também foi mês de fazer rancho na Black Friday: comprei vários livros em inglês que não sei se estavam em promoção de fato, mas achei baratos e levei. Agora é só esperar o correio chamar. ♥

Dia 28 de novembro fez cinco anos que conheço o Bruno, meu namorado. Foi num dia 28 em 2009 que a gente se topou no falecido Orkut e desde então não paramos mais de falar. Nhoin, eu amo essa data e eu amo nós dois. ♥
  1. Parabéns pelos cinco anos *-* em novembro eu fiz nada, passei muita raiva e quero estar morta porque fim de ano em livraria NAO É FACIO

    ResponderExcluir
  2. Que gracioso o seu post! Cinco anos em! super legal foi o teu mês! ♥
    gislei.com ٩◔̯◔۶

    ResponderExcluir

 

Follow by Email

Theme e conteúdo por Marina R. - © Marina's Journal 2011 ~ 2017